IMPLANTES-02.jpg

Implantes

O que é?

A implantodontia é a área responsável pela reabilitação quando o paciente perdeu um ou mais dentes. Através de implantes osseointegrados conseguimos confeccionar próteses implantossuportadas, restabelecendo função e estética.

Quando é indicado?

Os implantes para próteses dentárias se apresentam hoje como a melhor opção para a reabilitação oral. Através dos implantes dentários, dispositivos confeccionados de titânio (material biocompatível), conseguimos instalá-los no osso, substituíndo a raiz dentária perdida e possibilitando o suporte de uma prótese.

Quais são os diferenciais?

O maior benefício da prótese sobre implante é a não movimentação desta durante a fala e alimentação. Na Hubb trabalhamos com seriedade para oferecer os melhores materiais em Implantodontia. Para a reabilitação, utilizamos os implantes suíços Straumann®, e os biomateriais das empresas alemãs Botiss® e Geistlich®.

Possíveis dúvidas

1. Colocar implantes dói?


A dor do procedimento de colocação de um implante dentário é mínima, quando comparada a outros procedimentos cirúrgicos. Assim, a colocação do implante envolve apenas uma anestesia local. Uma vez que boa parte do procedimento envolve a manipulação do tecido ósseo, que não é enervado, mesmo pacientes mais sensíveis costumam achar o procedimento bastante tranquilo.




2. Qual a taxa de sucesso dos implantes?


Comparado a outros procedimentos, os implantes dentários apresentam uma alta taxa de sucesso. Cerca de 98% dos casos de implante são bem-sucedidos, ou seja, não apresentam qualquer tipo de rejeição ou complicações no pós-operatório. Uma vez que a perda de um dente costuma afetar de forma significativa a autoestima do paciente, além de ser um procedimento com alta taxa de sucesso, os pacientes acabam ficando muito satisfeitos com o resultado!




3. Qualquer pessoa pode fazer implante dentário?


Existem certos casos em que o implante dentário não é recomendado. É o caso, por exemplo, de pacientes que estejam em tratamento de quimioterapia e radioterapia, pacientes que têm osteoporose e hepatite, além de mulheres grávidas.

Pacientes que fumam em excesso ou apresentam diabetes em um nível não controlado podem fazer o implante, no entanto, é preciso estar ciente que as chances de rejeição são maiores nesses casos.




4. É possível ter rejeição do implante dentário?


Os casos de rejeição de implante dentário são praticamente nulos. Isso porque, o procedimento envolve uma instalação de um cilindro de titânio que é um material biocompatível. O cilindro onde será instalada a prótese se integra ao tecido ósseo sem apresentar rejeição. Em razão dessa característica, o titânio faz com que o implante fique fixo na estrutura da arcada dentária, conferindo aos dentes artificiais o mesmo aspecto e funcionalidade dos dentes naturais.




5. Implante dentário custa caro?


No que se refere ao custo, é preciso que um profissional avalie o caso, para posteriormente apresentar um orçamento.

O implante dentário é um procedimento relativamente simples e praticamente indolor. Por isso, não há motivos para que o paciente postergue ou mesmo adie a decisão de fazer um implante. A falta de um dente na arcada pode gerar a movimentação dos demais e o desalinhamento de toda arcada. Assim, vale a pena investir no tratamento o quanto antes e buscar um profissional que seja capaz de oferecer o devido suporte ao paciente.